quinta-feira, 24 de maio de 2012

Será?

Hoje tenho três milhões de coisas pra fazer. Coisas que já deveria ter feito há mais de uma semana. Mas não fiz.

[ao som de Será - Legião Urbana]

"será que vamos conseguir vencer?"

A universidade está em greve, meu estágio está me desiludindo totalmente da carreira de docente, minha preguiça me domina mais do que nunca, tenho relatórios pra entregar, um tcc pra dar andamento, e ainda um trabalho gigante que nem é meu, mas que me comprometi a fazer. Fora as aulas que tenho que dar.
To com saco pra nada, e acho que pra ninguém.
E como a tendência da situação é nem sempre melhorar, ainda tenho que ser o que eu não sou só pra agradar e não gerar mais briga.
Não sou calma, passiva, educada e menos ainda, aquela compreensiva que sempre dá um conselho legal.
Sou impulsiva, estourada, boca suja e ácida. Mas essas características tão cada vez mais camufladas numa áurea que chega a ser bem enjoada.

Queria ir pra casa, mas não tenho mais aquela casa, sinônimo de segurança. Um dia me falaram que a casa da gente é onde quem a gente ama tá. Minha casa tá em pedaços então.

[Soldados - Legião Urbana]

"mas agora a coragem que temos no coração parece medo da morte (...)
tenho medo de lhe dizer o que eu quero tanto
tenho medo e eu sei porque, estamos esperando"

Essa música me lembra da minha irmã. Aliás, tantas coisas me lembram a minha irmã.

terça-feira, 15 de maio de 2012

E antes da greve..

"Chame do jeito que você quiser
medo, coragem ou amor.
Faça disso o que quiser,
é um presente que eu te dou.
Só não tente me dizer o que é melhor pra mim!
Quem pode saber?
Não venha me explicar o que eu sinto por você,
sou o primeiro a saber"

Porque hoje eu nem tava com muita vontade de postar, mas algumas coisas fazem nosso dia valer a pena.
E por um pequena coisa, meu dia valeu.